Marta Peral Ribeiro
(Consultora de Comunicação)

Se um site se rege por determinados parâmetros que tornam a experiência do utilizador melhor, para além de corresponder aos algoritmos da Google, podemos afirmar que os seus conteúdos estão bem otimizados para SEO. Ou, se preferirmos: são SEO-friendly. Por que é tão importante esta prática? E que estratégias podemos adotar para que o nosso website/texto esteja nos primeiros lugares da pesquisa do utilizador?

Marta Peral Ribeiro
(Consultora de Comunicação)

Se um site se rege por determinados parâmetros que tornam a experiência do utilizador melhor, para além de corresponder aos algoritmos da Google, podemos afirmar que os seus conteúdos estão bem otimizados para SEO. Ou, se preferirmos: são SEO-friendly. Por que é tão importante esta prática? E que estratégias podemos adotar para que o nosso website/texto esteja nos primeiros lugares da pesquisa do utilizador?

Por que é que a otimização para SEO é (tão) importante?

Quando falamos de SEO (Search Engine Optimization), estamos a falar de otimização de conteúdos ou páginas para motores de pesquisa, cujo retorno é orgânico. Ou seja, é informação que é acedida pelos utilizadores sem que paguemos qualquer patrocínio para que ela apareça no topo das pesquisas.

Se um texto estiver devidamente otimizado para SEO, a Google, sendo o principal motor de pesquisa, reconhece-o. Logo, ao reconhecer a sua relevância, vai levar esse conteúdo para as primeiras posições de pesquisa. Por conseguinte, quando um utilizador pesquisar pelo tema, vai vê-lo nos principais resultados e a probabilidade de clicar num deles é muito maior.

Neste gráfico verificamos que sensivelmente 70% do volume de cliques orgânicos recai sobre os primeiros 6 resultados que surgem no motor de pesquisa:

Cliques orgânicos Fonte: https://www.advancedwebranking.com/ctrstudy/

Assim, para além do retorno orgânico, a sua marca torna-se uma referência (enquanto autoridade no tema) e pode atrair clientes caso se trate de um negócio.

Como posso tornar o meu website “amigável” para SEO?

Estes são alguns parâmetros que deve ter em conta se quer otimizar os seus conteúdos para motores de pesquisa:

Escolha boas palavras-chave

Tenha em mente o público-alvo e identifique os termos que estão diretamente ligados ao tema que vai abordar (negócio/serviço/produto/assunto). Posteriormente, agrupe-os por tópicos e coloque as palavras-chave que escolheu no título.

Pense do ponto de vista do visitante. Ou seja, qual é a pergunta que o utilizador quer ver respondida? Já tendo a estratégia definida, prossiga com base nas perguntas que os visitantes poderão colocar.

Corresponda à intenção de pesquisa

Ao compreender o que é que o utilizador pretende devemos desenvolver a intenção de pesquisa.

Quem faz uma pergunta concisa, espera receber uma resposta concisa, como se de um diálogo se tratasse. Logo, ao escolher as palavras-chave baseadas na pergunta que o utilizador possa ter em mente, o conteúdo deve corresponder àquilo que ele procura.

SEO e o fator humano

A inteligência artificial chegou para ficar e, mais que nunca, a Google dá primazia à experiência do utilizador. De acordo com a interação dos visitantes nas páginas, os algoritmos filtram os sinais dados por eles e determina se a intenção da pesquisa foi satisfeita. Portanto, é necessário equilibrar entre aquilo que os algoritmos definem como relevante e o discurso, para que mantenha natural/humano.

Crie conteúdos de valor

Mais uma vez, se são importantes as técnicas que adotamos para que os nossos conteúdos tenham relevância, o conteúdo tem de ser relevante. Faz parte da equação. Por isso, tenha como objetivo principal oferecer soluções ao utilizador, isto é, um conteúdo de qualidade, completo, que agregue valor.

Utilize o storytelling

Uma estratégia que resulta sempre, e é muito usada, por exemplo, por bons oradores nas suas palestras, é contar histórias. Sobretudo se estivermos perante um tema longo e complexo, pode suaviza-lo através do storytelling. Seja algo que lhe aconteceu ou que lhe contaram, seja algo hipotético apenas para exemplificar, vale a pena acrescentar este elemento. Se puder conter uma pitada de humor, tanto melhor.

Apresentação

Estruture os conteúdos

Para evitar confusão ao leitor, simplifique a leitura dos conteúdos através de uma estrutura clara. Organize a informação por título e subtítulos (heading tags), tenha uma descrição clara que resuma o tema (meta-description) e use imagens apelativas.

Utilize links

Estabeleça ligações externas (para outros sites) ou internas (dentro do seu próprio website) relacionadas com os conteúdos que está a abordar. Estes trazem mais consistência àquilo que está a dizer e podem inclusivamente gerar retorno.

Preste atenção ao português

Por outro lado, garanta uma ortografia e gramática sem lapsos. Para além de ser um fator levado em consideração pelos motores de pesquisa, também é pelos leitores. Ninguém fica indiferente aos erros. Portanto, aposte numa escrita de qualidade.

Já estou a seguir estes requisitos, e agora?

Mantenha-se atualizado

Os algoritmos são atualizados constantemente, por isso não perca o comboio digital. Mantenha-se atento às tendências de SEO para garantir que o seu negócio continua nos lugares cimeiros dos motores de pesquisa. Em alternativa, pode deixar este assunto nas mãos de especialistas. 

Promova a partilha dos conteúdos nas redes

Facilite a partilha dos seus conteúdos para as redes sociais através de botões na página que o utilizador veja rapidamente e aceda sem dificuldades.

Em resumo, compreendemos então que um conteúdo amigável para SEO passa essencialmente pela relevância desse conteúdo. Além disso, há que ter em consideração o fator humano e que os algoritmos dos motores de pesquisa variam ao longo do tempo. Sem sombra de dúvidas, a otimização para SEO é uma prática que requer tempo, responsabilidade e uma monitorização constante.

Se tiver dúvidas de como melhor posicionar o seu negócio nos motores de pesquisa da Google, contacte-nos para receber uma auditoria gratuita ao seu website!